Cruz Ansata

A Cruz Ansata, conhecida também pelo nome Ankh ou "a chave da vida", "cruz da vida", é um dos símbolos mais populares do Egito Antigo, sendo adaptada para diversas outras religiões, como, por exemplo, a cristã.

Como um símbolo da vida eterna, representa proteção, conhecimento, fertilidade, iluminação e a chave que conecta o mundo dos vivos com o mundo dos mortos.

Cruz Ansata

Clique para baixar

Simbolismo da Ankh na civilização egípcia

A origem desse símbolo é incerta e apresenta diversas teorias, o certo é que ele é um hieróglifo egípcio que significa “vida” ou “sopro da vida”.

A primeira teoria diz que a cruz ansata surgiu a partir da tira de uma sandália, com a alça superior ao redor do tornozelo. Até pelo fato dos egípcios usarem esse adereço diariamente.

Outra possibilidade é que ele teve origem a partir de outra figura egípcia, o tyet, chamado de “fivela da deusa Ísis”.

Ísis era a deusa egípcia da fertilidade e da maternidade, responsável por acompanhar os mortos para o além vida, devido a isso, tanto a ankh quanto o tyet remetem à fertilidade.

Cruz Ansata

Símbolo Tyet

É importante destacar que a associação do símbolo ankh com o simbolismo da cruz ou mesmo da cruz tau só veio a tona depois da ascensão do cristianismo no Egito.

Era dito que a parte oval do desenho representava Ísis ou o feminino e a parte debaixo, simbolizando a cruz tau, remetia ao Santo Antônio do Egito (um eremita cristão) e ao masculino.

Cruz Ansata

Cruz tau/ Clique para baixar

Os egípcios antigos acreditavam que a ankh era uma espécie de chave para os portões da morte ou do reino dos mortos, até mesmo por pensarem que a vida após a morte era tão importante quanto a vida terrena.

O símbolo aparece em muitas pinturas, inscrições de tumbas, amuletos, com a deusa Ísis, os deuses Seth e Anúbis, entre outros. Ele é uma espécie de talismã para proteção, usado pelos egípcios.

Cruz Ansata

Deusa egípcia Ísis by The Yorck Project Gesellschaft für Bildarchivierung GmbH

Cruz Ansata
À esquerda o deus Anúbis e à direita o deus Seth by Jeff Dahl

A ankh também foi associada ao espelho, pois os egípcios acreditavam que este objeto possuía propriedades mágicas e que a vida terrestre era uma espécie de espelho da vida após a morte.

Você pode conferir mais informações sobre a deusa Ísis.

A Cruz Ansata no cristianismo

Com a ascensão do cristianismo no Egito, muitos cristãos coptas associaram a cruz ansata ao renascimento e à vida após a morte.

Ela simboliza a promessa de vida eterna feita por Jesus Cristo ao se sacrificar pela humanidade, representando também a imortalidade.

Simbologia da Ankh na wicca, na alquimia e no ocultismo

Na religião Wicca, ela é utilizada como um amuleto que simboliza imortalidade, proteção, fertilidade e reencarnação. Também é empregada em rituais e cerimônias, como, por exemplo, contra a negatividade e para atrair riquezas.

Na alquimia e no ocultismo, a cruz ansata é usada para representar o caminho da vida, simbolizando a transformação.

Tatuagem de Cruz Ansata

Cruz Ansata

Cruz Ansata

Esse símbolo é muito comum em tatuagens, principalmente feito por aqueles que adoram a cultura do Egito Antigo.

A ankh simboliza a chave da vida, o renascimento e a imortalidade. É um amuleto que era utilizado para a proteção e que pode ser marcado na pele por quem se identificar com o significado.

Normalmente ela é tatuada no braço ou na perna e pode vir acompanhada de outros símbolos, como, por exemplo, o Olho de Hórus.

Leia também: