Símbolos Nórdicos

Os Símbolos Nórdicos, também conhecidos como Símbolos Odinistas, surgem a partir da mitologia antiga relativa a Odin, líder do panteão dos deuses nórdicos.

Valknut

Valknut

O Valknut é possivelmente o principal símbolo nórdico. É o símbolo de Odin, o deus do céu, da guerra, da vitória e da riqueza.

Também chamado de "nó dos enforcados" ou "nó dos escolhidos", é um símbolo da morte na medida em que faz parte do culto aos mortos.

De acordo com divindade nórdica, Odin é o responsável por fazer a passagem das almas para a vida eterna.

Esse símbolo é formado por três triângulos entrelaçados, o que pode ser interpretado como o poder da vida sobre a morte.

Chifre de Odin

Chifre de Odin

O Chifre de Odin simboliza força e autoridade. O símbolo representa os traços do hidromel mágico. Hidromel é uma bebida feita a partir de água e mel que era bastante apreciada na Antiguidade.

Segundo a lenda, Odin conseguiu encontrar a bebida após uma longa e difícil procura.

Martelo de Thor

Martelo de Thor

O Martelo de Thor, também conhecido pelo seu nome nórdico Mjollnir, é um símbolo antigo utilizado como um amuleto popular entre os vikings. Tinha o valor equivalente ao da cruz para os cristãos.

Thor, filho de Odin, é geralmente representado com o seu martelo, que é o instrumento usado por ele para mandar trovões e raios. Por esse motivo, ele é o deus do trovão.

Possivelmente, o martelo mágico de Thor deu origem à suástica.

Elmo do Terror

Elmo do Terror

O Elmo do Terror é um símbolo rúnico utilizado pelos nórdicos. Ægishjálmur, seu nome original, é um símbolo viking de proteção.

Acreditava-se que aqueles que utilizassem esse amuleto se tornavam invencíveis diante dos seus inimigos.

A serpente na Mitologia Nórdica

A serpente na Mitologia Nórdica

Na mitologia nórdica, Jörmungandr era um dos filhos de Loki que foram raptados por Odin e abandonados num oceano.

Jörmungandr se tornou uma serpente gigantesca, a qual era capaz de abraçar a terra.

Por esse motivo, Jörmungandr (também conhecido como serpente de Midgard) é representado pela Ouroboros, a criatura mitológica que engole a própria cauda formando um círculo. A Ouroboros representa o ciclo da vida.