Máscara

MascaraO simbolismo da máscara varia consoante os costumes. A máscara é um adereço utilizado em diferentes situações, seja como disfarce, objeto lúdico, religioso ou artístico. A máscara tanto pode revelar ou esconder uma identidade,ou ainda transformar a identidade e a vida de quem as usa.

No Oriente, os tipos mais comuns de máscaras eram as máscaras funerárias, as máscaras carnavalescas, e as máscaras de teatro, que é também a máscara das danças sagradas.

As máscaras são tradicionalmente usadas em rituais, seja em procissões sazonais, ou para representar mitos de origem, ou costumes cotidianos.

Máscara no teatro

As máscaras de teatros simbolizavam um Em Si universal, já que representavam sentimentos e a manifestação de emoções universais. As máscaras no teatro eram usadas em verdadeiros espetáculos catárticos, nos quais o homem tomava consciência do seu lugar no universo, vendo a sua vida e a sua morte inscritas num drama coletivo.

A máscara no teatro também representa o rosto divino, o rosto do sol. Mas a máscara também pode exteriorizar tendências demoníacas, como se pode ver no teatro tradicional do Bali, onde o bem e o mal representados por máscaras se enfrentam.

Máscara de carnaval

No caso das máscaras carnavalescas, o aspecto satânico de sua aparência é enaltecido com o objetivo de expulsar o mal, operando como uma catarse. Este tipo de máscara não esconde as tendências inferiores, pelo contrário, revela-as para colocá-las para fora. Para os balineses, chineses e africanos, as máscaras não devem ser manipuladas de modo descuidado, elas possuem usos rituais, e devem receber cuidados especiais.

Máscara funerária

A máscara funerária é um arquétipo no qual a morte supostamente se reintegra. Muito usada no antigo Egito, a máscara funerária tendia a reter na múmia o alento dos ossos. Acredita-se ainda que os olhos das máscaras eram furados para simbolizar o nascimento da alma do morto num outro mundo, representando o renascimento.

Máscara grega

Na Grécia antiga, a máscara era usada em diversas situações, mas o uso da máscara no teatro grego tornou-se tradicionalmente mais marcante. No teatro grego, a máscara é um símbolo de identificação, e representava uma personagem de modo estereotipado. Eram máscaras maiores do que a cabeça e tinham como propósito evidenciar o caráter do personagem.

Ver também significado de Coroa.