Mandala

MandalaA mandala, cujo termo sânscrito que significa “círculo” ou “completude”, é um yantra circular que simboliza o Universo, bem como representa a procura pela paz interior, procura essa que é representada pelos padrões entrelaçados e que têm como finalidade a própria orientação do pensamento, uma vez que auxiliam a meditação.

Significado das Cores da Mandala

Na composição da mandala um dos aspectos mais importantes são as cores. Assim, tal como as cores da flor de lótus - um dos principais símbolos budistas - também na mandala temos os seguintes significados:

  • O branco simboliza a pureza.
  • O azul simboliza a sabedoria.
  • O vermelho simboliza a compaixão.

Formação da Mandala

A mandala tibetana é basicamente constituída de cinco importantes aspectos.

O interior da mandala é um círculo que representa o Cosmo. Nele estão as divindades Hevjara e Nairatma representando a iluminação, enquanto à sua volta estão as darkinis - que são oito figuras femininas - representando os pontos cardeais.

À volta do círculo há quadrado com quatro aberturas, as quais representam: gentileza, compaixão, simpatia e serenidade e à volta desse quadro, por sua vez, encontram-se círculos que representam os aspectos cósmicos, a energia e a atmosfera. Fora dos círculos existem algumas figuras que têm como função a proteção.

Na Psicologia

Carl Gustav Jung estudou em profundidade a simbologia das mandalas, relacionando-as à simbologia universal do círculo e da representação simbólica da psique com as funções de conservação da ordem psíquica, tomada de consciência, integridade e criação.

Na Natureza

A mandala está presente também na natureza. Exemplo disso é o girassol e os anéis das árvores, cujos espirais representam o Universo.

Espiritualidade

O maior monumento budista do mundo se assemelha a uma mandala. Chama-se Borobudur e é formado por pisos onde estão 504 estátuas de Buda. O Borobudur simboliza o esclarecimento e o caminho para alcançá-lo.

Tatuagem

A imagem da mandala é muito rica em detalhes. É uma tatuagem que serve tanto o gênero masculino como o feminino e que são feitas em locais de destaque em decorrência da sua complexidade.

Elas refletem o significado do símbolo, especialmente no budismo, que representa a procura pela paz interior. Assim, ao passo que representam o budismo, a escolha das cores tende a ser feita mediante o significado que elas têm nessa religião.