Gaivota

Segundo um mito, a gaivota era primitivamente proprietária da luz do dia e a conservava dentro de uma caixa, apenas para seu uso próprio. O Corvo conseguiu romper a caixa, usando de sua astúcia, em benefício da humanidade. No mesmo mito é explicado como o Corvo organiza um expedição ao país dos peixes, na barca das gaivotas para conquistar o fogo.