São Jorge

Sao JorgeSão Jorge foi um santo cristão que viveu na Turquia no século III, mais precisamente na Capadócia. Mudou-se para a Palestina depois da morte de seu pai e lá foi padre e guerreiro. Entrou para a carreira militar, onde lhe foram concedidos os títulos de Capitão do exército romano e Conde da Capadócia.

Na cultura africana, São Jorge é associado a Ogum, principal orixá, considerado um guerreiro e o senhor dos metais. No Brasil, São Jorge está associado com a lua e acredita-se que a mancha presente no satélite representa o santo e sua força guerreira, que simboliza a proteção.

São Jorge é considerado padroeiro de muitas cidades ao redor do mundo: Londres, Barcelona, Gênova, Moscou, Beirute, dentre outras. Ademais, São Jorge é o Santo Padroeiro da Cavalaria do Exército Brasileiro e do grupo dos escoteiros. Dia 23 de abril é comemorado o dia de São Jorge, possivelmente a data de seu falecimento.

São Jorge e o Dragão

Reza a lenda que São Jorge, a fim de salvar a princesa e seu povo de um opressor, lutou bravamente com um dragão e, por isso, o santo guerreiro simboliza a coragem, o destemor, bem como o poder do bem sobre o mal. Nesse caso, o dragão representa o diabo (o mal) e o santo um deus (o bem).

Conheça também a simbologia do Dragão.

Representação de São Jorge

Frequentemente encontramos a figura de São Jorge montado em seu cavalo, segurando uma lança, uma vez que esse objeto é um símbolo solar e masculino e foi com ela que São Jorge matou o dragão. Ao vencer a luta, Sabra, a princesa do reino, casa-se com Jorge e vivem durante anos na Inglaterra visto que o Rei não queria que sua filha casasse com um cristão.

Em outra versão, São Jorge está montado em seu cavalo branco com uma espada na mão, objeto que o ajudou a matar seu inimigo e salvar seu povo.