Gato

O gato é um animal que simboliza a independência, a sabedoria, a sensualidade, a sagacidade, o equilíbrio. Além disso, esse animal místico representa a fusão do espiritual e do físico.

gato-1_xl.jpeg

Simbologias do Gato

O simbolismo do gato é muito diverso, oscilando entre as tendências benéficas e maléficas. Não somente os gatos, mas os felinos em geral, desde a antiguidade egípcia, são animais adorados como deuses, uma vez que para eles, o gato representava a personificação da deusa da fertilidade, Bastet.

Dessa forma, os gatos eram considerados encarnações da deusa e, por isso, eram reverenciados recebendo cuidados especiais durante a vida e quando morriam, eram mumificados e enterrados num local específico. Além dos egípcios, o gato é reverenciado nas culturas birmanesa, celta, persa e nórdica, sendo que em todas há referência desse animal associado aos deuses mitológicos.

Da mesma maneira, os primeiros cristãos reverenciavam o gato, porém na Idade Média esse animal foi brutalmente perseguido pois associava-se com as magias e feitiçarias realizadas pelas bruxas que igualmente eram perseguidas e queimadas na fogueira.

No Japão, a despeito do "Maneki Neko", a escultura de um gato com a parta levantada conhecido como Gato da Sorte, o gato é visto como um animal de mau augúrio. Já no budismo, encontramos as duas características, ou seja, maléficas e benéficas do gato, uma vez que os primeiros budistas reverenciavam os gatos por sua sabedoria e capacidade de concentração, essencial para a meditação. Entretanto, por outro lado, junto à serpente, o gato não se comoveu com a morte de Buda, representando, dessa maneira, a frieza e dissimulação desse animal.

Gato Preto

Foi no século XV que o papa Inocêncio VIII inclui os gatos pretos na lista de seres hereges perseguidos pela Inquisição. Desde então, para os cristãos o gato preto simboliza o azar, o demônio, mau augúrio e, inúmeras vezes, foi considerado a personificação do demônio associado às magias e bruxarias, uma vez que eram animais de estimação das bruxas, considerados prendas do Diabo.

Com hábitos noturnos, são animais associados à lua, as criaturas da noite, que simbolizam a obscuridade, o azar, a morte. Até hoje em dia, muitas culturas preservam a imagem malévola dos gatos pretos. Na tradição popular, cruzar com um gato preto, lhe trará muitos anos de azar. Para os muçulmanos, o gato é uma animal considerado bom, desde que não seja preto.