Águia

A águia é um animal solar e celestial, símbolo universal do poder, da força, da autoridade, da vitória e da proteção espiritual. Muito ágil e habilidosa, essa ave guerreira e predadora, conhecida como a “rainha das aves”, está relacionada com os deuses e a realeza, uma vez que a acuidade de seu olhar lhe permite fitar o sol diretamente, representando um símbolo da clarividência.

aguia-1_xl.jpg

Essa ave mística e mensageira divina é considerada o rei dos pássaros e carrega tanto o desejo de poder quanto o de elevação espiritual, simbolizados pelos altos voos do pensamento e da fantasia.

Na Heráldica, a águia representa o pássaro dos reis e dos líderes, enquanto que no Cristianismo ela simboliza o poder e a inspiração das palavras de Deus. Para os chineses, a águia simboliza a coragem, a força e a temeridade. Na cultura Celta, representa o símbolo do renascimento e da renovação, enquanto que para os egípcios é o símbolo da vida eterna.

Considerada um animal Psicopompo, (do grego "psychopompós", união das palavras “psyché” que significa ‘alma’ e “pompós”, guia), ou seja, figura cuja função é guiar nas ocasiões de iniciação e transição, a águia é uma ave mediadora entre os reinos divino e o espiritual, e tal como a Fênix (renasce das próprias cinzas), pode ser considerada um símbolo de regeneração espiritual.

Muitos países adotaram-na como símbolo da identidade nacional, como é o caso da Alemanha e dos Estados Unidos. Além disso, essa ave imponente foi escolhida como símbolo dos impérios Romano, Santo Império medieval, Russo e Austríaco.

Águia de Cabeça Dupla

Antigo símbolo solar, utilizada nas heráldicas e nos brasões, a águia de duas cabeças representa os impérios de Roma (ocidentais e orientais), donde uma cabeça está voltada para Roma, a oeste, enquanto a outra está para Bizâncio, à leste. Nas antigas civilizações da Ásia Menor, a águia bicéfala representava o símbolo do poder supremo.

Mitologias

Na Mitologia grega, a águia está associada à Zeus (Júpiter), o deus maior do Olimpo; na mitologia germânica à Wotan, o deus maior do Válhalla; no mito cristão, ela é um símbolo de São João e para Jung, um símbolo do pai. Além disso, era emblema do Deus romano do Sol, Sol Invictus, e representava o imperador.

Alquimia

Na alquimia, a águia simboliza a transmutação do metal vil em ouro, ou seja, a transformação da substância impura em substância pura. Assim, para os alquimistas, essa ave mítica, associada aos elementos ar e mercúrio, simboliza a renovação, o nascimento.